sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

INTERESSANTE: Leis Espirituais





Caros amigos leitores, recebi esses dias um e-mail sobre as 4 leis Espirituais da Índia – como achei muito interessante, compartilho com vocês! (a interpretação é minha).

Tenho comigo, que independe de CRENÇAS, RELIGIÕES ou FILOSOFIAS de vida aprendizados são sempre aprendizados...

1º lei – A pessoa que chega é a pessoa certa.

Todas as pessoas independente de classe social, quando entra em nossa vida, entra trazendo sempre novos olhares para as nossas questões internas ou até mesmos as externas (materiais). Compartilha conosco: suas dificuldades e facilidades, costumes, crenças, religiões, filosofias de vida, sentimentos, emoções, sensações...enfim, o seu modo de SER, que é único e intransferível. E obviamente que, era essa a pessoa a nos ensinar algo, não a outra.

2º lei – O que aconteceu é a única coisa que poderia ter acontecido.

Muitas vezes nos perguntamos ou até mesmo nos chateamos com, e se fosse desse jeito, e se fosse isto ou aquilo, e se fosse aquela hora e não essa, e se eu fosse assim...e perdemos a essência do que está acontecendo neste momento e, o que aconteceu foi o melhor que poderia ter acontecido, foi o melhor que eu poderia ter feito.

3º lei – Qualquer momento que algo se inicia é o momento certo.

Quando decidimos por algo, decidimos por termos a certeza do melhor. Mas mesmo assim,ficamos receosos se, será que era ou é o momento adequado para se fazer algo. A verdade é que, quando é o momento oportuno para a realização do que queremos tudo e todos a nossa volta contribui para concretização,a começar pelo grande precursor do planeta e da vida, Deus.

4º lei – Quando algo termina, termina!

Tem muita gente que não compreende e nem aceita que tudo tem um tempo. Tempo para iniciar e tempo para terminar, assim como a vida.
E digo da vida de tudo, de todos os seres, plantas, animais, vegetais, minerais e nós humanos (principalmente das relações).
Somos seres AINDA egoístas, somos apegados e não gostamos de terminar nada, essa é a
grande verdade.Seja um curso,um relacionamento amoroso,um trabalho,um paciente(que você atendeu na terapia - somente uma vez),seja um familiar que não está mais presente entre nós...não importa o que ou quem,quando termina,TERMINA!


Namastê!!!
Cynthia Marsola.