segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Existência...



"Não basta existir, há que viver. Não basta viver, há que ser. Não basta ser, há que transparecer. Não basta transparecer, há que servir. E só então partir. Saciado de dias e de noites, de luzes e de sombras, de amores, tremores e louvores. Em PAZ, como um avô sorridente, descascando uma laranja para o seu netinho. Confiante, como uma criança inocente se jogando nos braços de sua mãe. É longa e paradoxal a caminhada de retorno à Morada da Essência, de onde jamais partimos..." Roberto Crema.
 — em São Roque - S.P