sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Dialogando com a Sombra...

Miriam, Adelson e Cynthia

Por Adelson Guabiraba



Dobrei a voz para o silêncio,
Chorei as mágoas que não tive,
Vi-me perdido como vento.

Encontrei-me a frente no que propunha.
A sombra me indicava o caminho,
Percebi não estou sozinho.

E em volta no silêncio da palavra,
Escutei a voz que não escutava.

Implorando o meu perdão.
Refleti sobre tudo isso e vi que meu compromisso é...
Curar a todo irmão.


Graças a Deus.



(Inspirado em 07/09/2013 - à tarde)
Obs: (todos os poemas do Adelson neste blog, foram autorizados pelo mesmo para publicações).