quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Filme: "Servidão Moderna"

Somos seres humanos ou escravos? Você só busca o que lhe dá prazer imediato?

Pense nesta citação do filme!!!


"E aquilo que fizemos antes pelo amor de Deus, fazemos agora pelo amor do dinheiro, pelo amor a aquilo que dá a sensação mais elevada de poder e a boa CONSCIÊNCIA". (Nietzsche, "Aurora")



terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sugestão de leitura

Este título "A alma - Seu segredo e sua força" de Anselm Grüm (Monge
Beneditino) e Wunibald Müller (Psicoterapeuta e Teólogo) é um
esplêndido LIVRO.

Os autores demonstram muita eficácia sobre os
assuntos abordados (Alma, Psicologia Religiosa, Espiritualidade, Fé, Misticismo, Amor e Compaixão).

Formidável é o como eles fazem paralelos com renomados filósofos, teólogos, historiadores e grandes psicólogos e psiquiatras.

Vale o estudo.





terça-feira, 9 de agosto de 2011

Filme: La Belle Verte - "O Turista Espacial"



Você acha que seus hábitos estão corretos? Que a única maneira de levar a VIDA é esta?

Você sente que é um "estranho" por ser tão diferente dos outros?


Bem vindo ao planeta TERRA, aqui somos conectados no automático, não podemos PARAR para pensar se o que fazemos é o melhor, simplesmente fazemos. Por quê?

Porque nos foi ensinado assim...e apenas repetimos.

Este filme nos mostra conceitos humanos que aqui em nosso PLANETA seguimos...atitudes que assumimos como sendo nossas e que NÃO o são, mas fazemos?

** É um filme Frânces de 1996 e tráz um DESPERTAMENTO para a ESPIRITUALIDADE, quando seres humanos EVOLUÍDOS tentam vir para a TERRA e não são compreendidos por nós, por conta do nosso EGOÍSMO.

domingo, 7 de agosto de 2011

Leonardo Boff - Ética e Ecologia desafios do século XXI - Conclusão.

Valores? O que são?
Espiritualidade, Religião...Um NOVO olhar!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Ubuntu: "uma pessoa é uma pessoa através de outras pessoas".


Por
Paulo Sérgio Barros
Professor de História e Coordenador do Programa Vivendo Valores na Educação para o Norte e Nordeste do Brasil.

Ubuntu é uma palavra que nos soa familiar, mesmo que a princípio não saibamos seu significado. A explicação para isso talvez esteja nas diferentes palavras faladas no português brasileiro de origens etno-linguísticas africanas.

Outro aspecto que nos chama a atenção é o significado profundo dessa palavra-conceito, falada nas línguas zulu e xhosa, na África do Sul. Mais do que um termo, ubuntu é uma filosofia de vida, uma atitude e um juízo de valor ético perante atitudes individuais e a alteridade. "Sou quem sou por aquilo que todos somos", "uma pessoa é uma pessoa através de outras pessoas". Esse é o sentimento de ubuntu. Também significa humanidade, fazer do nosso ambiente um lugar respeitoso, equitativo e humano. Ubuntu é uma "filosofia espiritual" que advoga em favor da irmandade: "uma pessoa é menos que o todo quando age de forma isolada, ao invés de continuamente reconhecer a rede das interconexões ricas com outros numa comunidade".

Em um sentido mais profundo significa desenvolver relacionamentos com o espírito de "fraternidade universal". Ubuntu é "uma abrangente e antiga visão de mundo africana que prega valores essenciais de intensa caridade, bondade, partilha e compaixão, e valores que asseguram uma vida comunitária, humana e feliz em um espírito de família ou atmosfera de verdade, justiça, harmonia, equilíbrio, reciprocidade e disciplina".

Essa filosofia considera que meu futuro está inextricavelmente comprometido com o futuro do meu semelhante. O que fere o outro, por fim, fere-me; o que alimenta o outro me alimenta. Isso é compaixão, generosidade e a interdependência entre nós.

O bispo sul africano Desmond Tutu, laureado com o prêmio Nobel da Paz, define uma pessoa ubuntu como aquela que "está aberta e disponível para os outros, sem se preocupar em julgá-las como boas ou más, e tem consciência de que faz parte de algo maior e é tão diminuída quanto os seus semelhantes que são diminuídos ou humilhados, torturados ou oprimidos".

Um exemplo de uma pessoa ubuntu é Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, também laureado com o Nobel da Paz. Por resistir à política de segregação racial do regime do apartheid (separação na língua africâner), passou 27 anos na prisão. Ao sair da prisão em 1990, seu exemplo de humildade inspirou as pessoas de seu país que o apoiavam, a perdoarem os que o haviam prendido. A sua humildade lhe deu grande força de caráter. Por causa de sua grandeza de caráter ele foi capaz de ajudar a negociar com o governo racista de seu país o fim do apartheid e estabelecer uma sociedade democrática em 1994 e foi o primeiro presidente negro de seu país.
A atitude de humildade constante em Mandela é a razão de sua popularidade universal. Mesmo tendo recebido tantos prêmios e honrarias, ele se manteve enraizado ao espírito de ubuntu.

Referências:

O´DONNELL, Ken. O espírito do líder: lições para tempos turbulentos. São Paulo: Integrare Editora, 2009.

AMBROSE, David. Ubuntu from chaos: lessons from an African tradition. Disponível em: http://www.yourlifemanual.com/Dowloads/UbuntuFromChaos.pdf. Acesso em: 18/out./2009.

Ubuntu management philosophy. Disponível em: http:// www.stoyko.net/fugitiveknowledge/?p=56. Acesso em: 18/out./2009.

www.vivendovalores.org.br