terça-feira, 29 de maio de 2012

ORAÇÃO - CURA DO INCONSCIENTE


Retirado do livro: "Antigos e Novos Terapeutas - Abordagem Transdisciplinar em Terapia" – Roberto Crema.

Senhor, sei que és Cristo ressucitado e que estás entre todos nós, vivo e querendo ajudar-me.

Senhor, venho hoje pedir a cura das lembranças do meu inconsciente, de tudo aquilo que me tem atormentado. Cura-me de tudo aquilo que vi e vivi e que ficou marcado na minha alma, como sofrimento.

Cura-me dos sentimentos odiosos, das rejeições, das minhas mágoas, das minhas culpas infundadas, dos meus medos, das minhas desconfianças, dos momentos de perigo que vivi, das minhas lembranças dolorosas e da minha falta de perdão.

Senhor, aceita-me e faz-me aceitar-te e aceitar-me.

Reconstitua-me por inteiro e encha-me com o teu amor e com a tua paz.

Senhor, eu te agradeço, pois sei que estás agindo em mim agora, neste momento; e que serei por ti, nova criatura, ressuscitada e purificada nos cantos mais escuros do meu inconsciente e da minha alma.

Amém.


quarta-feira, 23 de maio de 2012


segunda-feira, 21 de maio de 2012

sexta-feira, 18 de maio de 2012

quinta-feira, 17 de maio de 2012

quarta-feira, 16 de maio de 2012

QUANDO BUSCAR AJUDA


Por Cynthia Marsola
Psicóloga

Normalmente as pessoas buscam um profissional na área da saúde - psicologia, quando se deparam em algum momento de suas vidas com dificuldades que podem ser de várias ordens: emocionais (afetivas), físicas, sociais, espirituais entre outras. Ou ainda por ânsia de conhecimentos e qualidade de vida.
Geralmente inicia-se este auxílio através de recomendações que muitas vezes podem ser ou não por pedidos médicos.

Sentiu um desconforto, peça ajuda!

Terapia! O que vem a ser? O que ela cuida?

Segundo Sapienza (2004), terapia vem da palavra grega therapeia-as, de therapeúein, e tem os significados de: servir, honrar, assistir, cuidar, tratar. O cuidado com alguma coisa, por exemplo, uma planta, supõe que ela deva ser plantada no solo adequado, tenha a luminosidade de que precisa, receba água, etc. Supõe também precisar interferir, ás vezes, naquilo que está prejudicando o seu desenvolvimento: a terra que se torne pobre, as pragas que atacam, o tronco que se entorta. Essa interferência significa cuidado, e podemos dizer que tal cuidado é terapêutico para a planta. Mas cuidamos a fim de quê? Cuidamos dela para que se torne, o melhor possível, a planta que está destinada a ser: para que ela dê as pêras mais gostosas ou as margaridas mais bonitas...

(...) Então, o cuidar terapêutico é também uma ocasião de ouvir a própria voz a dizer coisas que, uma vez ditas, encorpadas na voz, são acolhidas por ouvidos humanos. (...) pensamentos e sentimentos expressos dessa forma podem ser compreendidos melhor em suas proporções e significados.

Mesmo se não houver um grande sofrimento, pelo menos em alguns pontos a existência de quem procura a terapia deve ter se complicado.

(...) Na terapia, o “fenômeno” em questão é a existência do cliente.(...) e ao falar de sua existência, o cliente pode perceber como tem sido, em seu cotidiano, o seu “cuidar” de si, dos outros e das coisas. Quando tudo isso é compreendido na terapia, aquele modo de ser cuidadoso, que realiza plenamente uma existência, pode ser devolvido à pessoa ou mesmo inaugurado por ela. Ou, dito de outro modo, aquela existência particular pode se aproximar mais daquilo que é essencial a ela, daquilo a que ela é destinada, “o cuidado”.

Portanto, terapia é ...buscar dar sentido para algo que ainda não entendemos ou compreendemos o por quê, de determinadas “coisas” em nossa existência.

É também a possibilidade de ampliar o modo de ser e estar no mundo, de poder confiar no outro e que esse outro, acredita que você (cliente), é capaz de mudanças.

É devolver, recuperar ou resgatar o que por algum motivo foi perdido ou prejudicado, ou seja, favorecer aquilo de que se cuida, retorne mais plenamente ao que é próprio dele, o sentido à vida.


Referência:

- Sapienza, Bilê Tatit – Conversa sobre terapia – São Paulo: Educ, Paulus, 2004.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

PSICOLOGIA TRANSPESSOAL (breve explicação)

Por Cynthia Marsola

A psicologia Transpessoal é uma abordagem com uma visão do ser bio-psico-social e espiritual. Suas origens partem do existencialismo, do humanismo e da fenomenologia. Utiliza-se como fator primordial os conhecimentos da Filosofia Oriental com a Ciência Ocidental, prevalecendo a atitude do terapeuta com as questões transpessoais que o cliente trás, legitimando-o como seu próprio terapeuta. A transpessoal reconhece as experiências transcendentais que o ser humano vivencia e que em outras abordagens da Psicologia é deixada de lado e vista muitas vezes como patológicas, como por exemplo, os estados alterados de consciência (estado de consciência de vigília, estado de consciência de devaneio, estado de consciência de sonho, estado de consciência de sono profundo, estado de consciência de despertar, estado de consciência cósmica ou plena consciência). Seu propósito é trabalhar com: Razão, Emoção, Intuição e Sensação. Com isso, responde a indagações: Como, Quando, Por que e Para quê...Quem sou eu, O que estou fazendo aqui, Qual é o meu propósito?...

domingo, 13 de maio de 2012

Mãe

                                                                          www.annegeddes.com 

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Psicologia e Estágio


Olá caros amigos, colegas de profissão e estudantes de psicologia. Tenho recebido alguns pedidos sobre estágio de psicologia. Pois bem, estamos ampliando nosso quadro sim, entretanto tenho uma ressalva considerável. Talvez alguns ache "estranho", mas quando fazemos parte de empresas que estão dentro de um propósito MAIOR e sabem onde querem chegar, seguimos exemplos certo? Digo: aqueles que desejam compartilhar e trocar experiências os mesmos terão um desafio, passarem por um tempo por terapia comigo. Nossa Cynthia que loucura? É verdade, pode até ser, mas quero acompanhar de pertinho como é não só o EGO - mas a ALMA de quem estará ao meu lado. (Uma equipe se constrói com o CUIDAR desde cedo - um prédio não se levanta da noite para o dia). Agradeço aos pedidos e a dica está dada. Afinal de contas, não CUIDAMOS de pessoas, mas de ALMAS. Um profissional qualificado não é aquele que tem um currículo extenso - possui mestrado ou doutorado, mas aquele que sabe quem é e, até aonde pode chegar...aí sim fica mais fácil auxiliar o cuidar de quem estará a sua frente.
Um abração a todos e paz nos corações.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Indicação de leitura

Olá pessoas do bem?

Eu acabei de ler este livro: "Ética e Moral - a busca dos fundamentos" do Teólogo Leonardo Boff e encantei-me.

Ele aborda o assunto com uma delicadeza e uma profundidade incríveis e irradia seu amor explicando as várias "formas" do que seja ETHOS.

O Ethos que procura, o Ethos que ama, o Ethos que cuida, o Ethos da responsabilidade, o Ethos da solidariedade...enfim CONSCIENTIZA-NOS da importância dos nossos papéis em nossa sociedade e o que estamos fazendo.

Deixo aqui minha singela contribuição aos vossos corações ansiosos por novidades, assim como eu.

Paz a todos até o próximo post.

terça-feira, 1 de maio de 2012