terça-feira, 30 de abril de 2013

terça-feira, 23 de abril de 2013

Filme: "A Onda"

imagem google


Do que você seria capaz para atrair a atenção de seus alunos?

Como ensinar sobre disciplina, respeito, direitos individuais, direitos coletivos, liberdade, pertencimento... sem sair do equilíbrio mental e emocional? Que valores podemos contribuir quando de fato não sabemos o nosso limite? 

Neste filme, o professor monta um projeto de como ensinar o fascismo de uma maneira diferenciada e "atraente", mas o que ele não esperava é que seu poder de persuasão fosse além dos limites saudáveis.

Vale assistir e fazer uma análise detalhada de como utilizamos os nossos dons (consciente ou inconsciente) em prol de um bem maior, a humanidade.

  

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Convite

É com muito orgulho que apresento aqui mais uma etapa vencida. Depois de "esperar" durante 2 anos para entrar/estar na Unipaz São Paulo Capital e dar início a Pós... Hoje finalizo a Pós-Graduação em "Transdiciplinaridade em Educação, Saúde, Liderança e Cultura de Paz". Sentar no banco como aprendiz (lagarta) e hoje conseguir concluir (e virar borboleta) é uma honra. Agora ninguém me segura. Cuidado queridos amigos, estou voando rumo a PAZ.

Aqui está meu convite a todos que desejarem e sentirem o chamado do coração. Minha apresentação será no Sábado
dia 27/04/2013 às 15:00 hs - com o tema: "Espiritualidade e Meus Caminhos".




quarta-feira, 10 de abril de 2013

Súplica do dia

imagem: google



Bom dia queridos seguidores, tudo bem? Hoje quando acordei veio em minha mente a fisionomia de um "grande" líder. E perguntei-me: QUAL O SENTIDO DISSO? É exatamente isso, qual o sentido de alimentarmos uma "ideia" sobre o medo, sobre uma possível "destruição"? Ao meu ver, seria justamente para podermos olharmos uma série que questões em nós mesmos. Como assim? Um líder é foco, um líder é responsável, um líder foi escolhido entre muitos, um líder PODE de fato fazer o que quiser? Ou INCONSCIENTEMENTE alimentamos (com a energia dos nossos pensamentos) o que ele pode fazer? É duro a realidade, mas TODOS nós, mesmo estando do outro lado do "mundo" contribuímos de certa forma para os "medos" e as "destruições" (conceito de sombra - C. G. Jung). Nossa Cynthia que forte! Pois é...Um sentimento que podemos olhar com mais consciência e tirarmos aprendizados seria, a RAIVA. Se não temos consciência ela poderá até "destruir", mas qdo aprendemos e transformamos, ela "constrói". Então o que fazer diante disso tudo?

O QUE PENSAMOS QUANDO OLHAMOS A IMAGEM DESSE SER HUMANO? O ideal de contribuição de cada um de nós se possível, PENSAR DIFERENTE, emitir pensamentos que contribuam para o progresso (positivo), para a evolução e confiar que nenhuma folha cai da árvore sem que nosso Pai deixe.

Gratidão por pensar positivo
Paz e abraços Cynthia Marsola.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Documentário impressionante !!!

Várias participações entre elas: Amit Goswami e Frei Betto


terça-feira, 2 de abril de 2013

Direito à PAZ

imagem: google


Nós, os povos do mundo, temos direito à paz;

Paz da criança no ventre da mãe
Paz do recém-nascido
Paz para a gente crescer e se transformar
Paz no lar e no trabalho
Paz entre homens e mulheres
Paz entre as religiões
Paz entre os partidos políticos
Paz com democracia e tolerância à diversidade
Paz entre nações
Paz como solução dos conflitos
Paz nos meios de comunicação
Paz sem o uso de violência de qualquer natureza
Paz sem fome nem miséria
Paz sem medo ou insegurança
Paz com liberdade e dignidade
Paz com solidariedade e cooperação
Paz com preservação do meio ambiente
Paz com desenvolvimento sustentável
Paz livre de apego, ódio, vingança, revide, ciúme e orgulho
Paz de espírito
Paz como cultivo dos valores eternos do Amor, da Beleza,
da Verdade, da Justiça, da Liberdade e da Igualdade

Declaração elaborada no Encontro de Governos de Paz do I Festival Mundial da Paz, sob a coordenação de Pierre Weil - Florianólis, 2006.